Antologia de poetas brasileiros contemporâneos - nº 85

Coletânea de poesias de diversos autores, organizada pela Câmara Brasileira de Jovens Escritores (CBJE) e publicada em fevereiro de 2012.
Na antologia em questão, participo com a poesia intitulada "Canta para eu dormir".


Canta para eu dormir
Eber Josué

Canta uma canção para eu dormir. 
Qualquer que seja! 
Que me remeta à infância, 
Às horas passadas ao pé da goiabeira, 
E me embale até o sono chegar. 

Canta uma canção leve e serena, 
Ao pé do ouvido. 
Somente até que eu durma 
Ou, se quiser, até bem depois disso. 
Quem sabe, até o dia clarear! 

Canta uma larga e tênue melodia. 
Canção sem letra, 
Para que tua voz se evidencie. 
Que caiba tudo em duas oitavas, 
Altura ideal para acalentar. 

Canta, se preferir, um requiém 
Em ré menor. 
Que me traga o anjo da noite, 
Minhas pálpebras tornem-se pesadas 
E eu sinta o meu corpo flutuar. 

E quando eu cerrar os olhos 
Fica ao meu lado! 
Pelo menos por um tempo, 
Até que, suave, minha respiração disser:
"Por hora não irá acordar".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar.