Esquecidos dos dias mortais do destino

Coletânea de poesias participantes do II Concurso 'Poesia na biblioteca' organizado pela Câmara Municipal de Condeixa - Portugal em fevereiro de 2012.
Na obra em questão, participo com a poesia intitulada HÓSPEDE, que logrou ser classificada em 3º lugar no referido concurso.


Hóspede
Eber Josué

Pasmai seres dos quatro ventos, 
Que as trombetas já dão novas à sutileza 
Do dia em que, à minha porta batendo, 
Fiz entrar não mais, não menos que a tristeza. 

Como um vassalo ao seu senhor a recebi, 
Ao meu regaço a aconcheguei tal que um filho, 
Ao seu ouvido ternais palavras sussurrei, 
Velei seu sono, como a um fruto do meu ninho. 

Por certo a musa há de enxergar com nostalgia 
Meu ímpeto de benquerer, ter simpatia, 
Ao que se espera de imediato relegar; 

Mas meu prazer, delírio de grandeza, 
Foi ver, enquanto hóspede fiz a tristeza,
A alegria à porta, com insistência, a me clamar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar.